quarta-feira, agosto 27, 2008

PREPARAÇÃO PARA O MES DE RAMADÃ

Em nome de Allah, o Clemente, o Misericordioso.

O Preparo Para o Mês de Ramadan

Louvado seja Allah. Ele agraciou Seus servos com períodos para a obediência, tornando o abençoado mês de Ramadan um período para a luz, da misericórdia. Pedimos graça e paz de Allah para o melhor das criaturas e o escolhido entre Seus Mensageiros. Ele era mais generoso durante o mês de Ramadan a tal ponto que era mais benéfico do que os ventos fertilizantes.

Irmãos muçulmanos: O mês de Ramadan está às portas. Esse nobre hóspede, o amado pelas almas dos crentes, o próximo dos corações dos adoradores, é aguardado pelo crente com saudade para poder cumprir as orações noturnas, recitar o Alcorão, jejuar durante o dia, lotando-o com recordação de Allah e, praticando caridade e atos de bem. Al Ma’ la Ibn alFadhl disse: “Os nossos antepassados costumavam suplicar a Allah durante seis meses para que chegue o mês de Ramadan.” Yahia Ibn Abi Kacir disse: “Entre suas súplicas estava: "Ó Allah, entrega-me ao Ramadan e entrega o Ramadan a mim.. Aceita-o de mim.” O Ramadan chegava, estando eles à espera dele.
Ibn Rajab Al Hanbali (Rahamahullah) disse: “Os nossos antepassados (rahimahumullah) suplicavam a Allah durante seis meses para que alcancem o mês de Ramadan e suplicavam durante seis meses para que Allh o aceite deles.” O que devemos fazer como preparação para o mês de Ramadan?

Primeiro: O anúncio da chegada do mês. O Rassulullah (S) costumava anunciar à sua comunidade a chegada do mês. Abu Huraira (R) relatou que o Rassulullah (S) disse:
“Chegou-vos o mês de Ramadan, um mês abençoado. Foi-vos instituído jejuar durante ele. Nele as portas do céu se abrirão e as portas do Inferno são encerradas e os demônios são acorrentados. Durante ele há uma noite equivalente a mil meses. Quem for privado de seus bens, será privado de todos os bens.”

Segundo: A intenção e a determinação para a mudança e o arrependimento.
O mês de Ramadan é uma excelente oportunidade para o arrependimento e o retorno a Allah. Assim, o servo não comete pecado; não prejudica a si mesmo, a seus filhos, a seus familiares, e à sua comunidade. Allah nos concedeu a oportunidade de mudarmos e retornarmos a Ele. Ele disse: “Dize: Ó servos meus, que se excederam contra si próprios, não desespereis da misericórdia de Allah; certamente, Ele perdoa todos os pecados, porque Ele é o Indulgente, o Misericordiosíssimo.” (39:53). É dever do muçulmano apressar-se para agradar a Allah. Ele disse: “Apressei-me até Ti, ó Senhor, para Te comprazer”.(20:84).

Os dias de Ramadan passam rapidamente. É nosso dever os aproveitarmos antes de perda de tempo. Que cada um de nós saiba que a vida terminará e que estamos prestas de nos apresentar perante Allah e prestarmos contas dos nossos atos. Que nos preparemos todos.

1. Abu Dardá (R) subiu, um dia, os degraus da mesquita de damasco. Ele disse:
“Ó povo de Damasco. Querem ouvir o conselho de seu irmão? As pessoas antes de vocês costumavam juntar muitos bens, construíam bastante, e tinham muita esperança. O que eles juntaram tornou-se improdutivo, as suas construções tornaram-se taperas, e sua esperança ilusão.” Ele costumava dizer: “Três coisas me fizeram rir até me fazerem chorar: aquele que procura o mundo quando a morte está à procura dele; o que ri com toda a força sem saber se está agradando ou não ao seu Senhor; e o negligente que não é negligenciado.”

O pensarmos em nossos pecados e na Outra Vida nos invoca a nos apressarmos para o arrependimento e o aproveitamento da oportunidade da chegada do mês de Ramadan, para abrirmos uma nova página com Allah, renovando o nosso arrependimento e prometendo permanecer no caminho da crença e de acordo com o modelo do Profeta Mohammad (S).

2. Al Fadhil Ibn ‘Aiádh perguntou a um homem: “Quantos anos você tem?”

Respondeu: “Sessenta anos”.Disse-lhe: “Você está caminhando para o seu Senhor há sessenta anos e não conseguiu chegar ainda?”O homem disse: “Somos de Allah e a Ele retornaremos”.O Fadhil lhe disse: “Você sabe qual é o significado disso? Quem diz: somos de Allah... e a Ele retornaremos quem sabe que é servo de Allah, e que a Ele retornará, e sabe que se apresentará perante Ele. Quem se apresentar será questionado. Quem souber que será questionado deve preparar resposta para a pergunta”.O homem perguntou: "Qual é a solução?" Respondeu: "Comportamento que melhore o que sobrou para que seja perdoado o que passou. Se você piorar o que restou arcará com o que passou e o que sobrou”.

3. À espera da excelente recompensa:

Ramadan é a grande oportunidade para se auferir as benesses. O jejum é um escudo, de acordo com o que o Nassá'i relatou que o Rassulullah (S) disse: "Quem jejuar um dia pela causa de Allah, será distanciado do Inferno o equivalente a uma viagem de cem anos”.

O Tirmizi relatou que o Rassulullah (S) disse: "Quem jejuar um dia pela causa de Allah, Ele colocará entre a pessoa e o Inferno uma trincheira cuja largura do tamanho da distância entre os céus e a terra”.
As recompensas pelas boas ações durante o mês de Ramadan se multiplicam, o que incentiva o muçulmano a sentir saudade e se preparar para a chegada do nobre hóspede.

Abu Said relatou que o Rassulullah (S) disse: "Todo servo que jejuar um dia pela causa de Allah, Allah o afastará do Inferno setenta anos”.

O Profeta (S) nos informou: "Quem jejuar durante o mês de Ramadan com fé e esperança, ser-lhe-ão perdoados os seus pecados anteriores”.

Musslim nos relata, também: "Quem praticar as orações noturnas durante o mês de Ramadan, com fé e esperança, ser-lhe-ão perdoados os seus pecados anteriores”.

Portanto, irmão muçulmano, esta é uma excelente oportunidade para efetuarmos a nossa transação com Allah, auferindo o Paraíso e nos livrando do Inferno. É uma oportunidade para nós muçulmanos no Brasil mudarmos o rumo de nossas vidas, educando os nossos filhos na obediência às leis de Allah e de acordo com o método do Rassulullah (S). Façam as pazes com Allah, sejam assíduos na prática da oração.

Paguem o seu zakat. Estreitem os laços de parentesco. Alimentem as pessoas, orem à noite, enquanto as pessoas estão dormindo, que entrarão no Paraíso de seu Senhor em paz.”“.

Que Allah nos faça chegar até Ramadan e nos dê forças para jejuarmos os seus dias e orarmos durante suas noites. Amém.

Que Allah nos abençoe a todos.

Mesquita de Guarulhos

Sermão da Sexta-feira, 21 de Cha’ban, 1429 – 22/08/2008

Proferido pelo Cheikh Khaled Rezk Taky Eldin

Tradução e adaptação: Prof. Samir El Hayek

O jejum (As-Saum) e o Retiro Espiritual (Al-I’tikaf).

Em nome de Allah o Clemente e Misericordioso!

Embora exista nesse blogger uma materia que fala sobre o Jejum (Siam)islâmico, achamos por bem colocar algo bem especifico. Para isso e atendendo o desejo do Irmão Ahmad Dib Mohamad Yassine, da Comunidade Islâmcia de Guarulhos (SP, publicamos duas Khutubas(Sermão)proferidos por sua Eminência Cheikh Khaled Rezk Taky Eldin Imam da Mesquita de Guarulhos, tradução e adaptaçã Prof. Samir El Hayek.

Desejamos um Ramadã Karim para todos os muçulmanoa e que Allah(Louvado Seja),permita-nos tornar pessoas melhores após esse Mes Sagrado.

O jejum (As-Saum) e o Retiro Espiritual (Al-I’tikaf).

O SIGNIFICADO DO JEJUM (SIÂM)
Do ponto de vista Lingüístico, Jejum (siâm ) significa abster-se de algo, como, por exemplo, abster-se de falar. Na shari’ah , é uma referencia direta à abstenção de alimento, bebida e relações sexuais, durante os dias do mês do Ramandan. Esta pratica é um dos pilares do Islã.

HADICES SOBRE AS VIRTUDES DO JEJUM

As virtudes do Ramadan e o jejum

O Mensageiro de Allah disse:

•Quando chega o Ramadan, as portas do paraíso se abrem, e as portas do inferno se fecham e os demônios são acorrentados”. Em outra narração disse: “Quando chega o Ramadan se abrem às portas do paraíso”.E em outra narração disse: “... abrem-se às portas da compaixão”. [Transmitido por Bukhari e Muslim]
Segundo um hadiz transmitido por Tirmidhi:

•E chama um anunciador: Oh cobiçoso do bem! Continue. Oh cobiçoso do mal! Pare... e Allah liberará certas pessoas do fogo. Acontece isto por todas as noites, até que o fim do Ramadan”.•[Este Hadiz foi considerado Hasan por Albani em sua constatação no Livro Mishkat]

Allah disse:

•Cada boa ação, do filho de Adão, se multiplica sua recompensa entre dez vezes ate setecentas vezes. Exceto o jejum, no qual é (um sacrifício oferecido) para Mim e Eu Me encargo de recompensá-lo, posto que (o jejuador abandona sua paixão e sua comida por Mim. O jejuador terá duas alegrias; uma ao finalizar o jejum (diário o iftar), e a segunda quando encontra a seu Senhor. Certamente o encorajamento do jejuante é mais primoroso para Allah que o aroma do Almíscar”. [Transmitido por Al-Bukhari e Muslim]

Preservar a língua

O Mensageiro de Allah disse:

•Quem não deixa de dizer falsidades e atuar de um modo enganoso, saiba que Allah não precisa que se abstenha de sua comida e bebida”. [Transmitido por Al-Bukhari]

A Invocação

O mensageiro de Allah disse:

•Quando algum de vocês queira faze o Iftar (fim do jejum) que comece com umas tâmaras, o qual é uma benção. Se não encontra, pode começar com um copo de água, que purifica”.[Transmitido por Tirmidhi. No livro Yami’ Al-Usul, disse seu autor que este hadiz é Sahih].

O Mensageiro de Allahquando começava o Iftar costumava dizer:

•Oh Senhor! Para Ti tenho jejuando e com Teu sustento vou desjejuar (fazendo Iftar). Se foi a sede, e foi umedecidas as veias e será confirmada a recompensa , se Allah quiser-.” •[Transmitido por Abu Daud. No livro Yami’ Al-Usul o considera Hasan como também Albani em seu livro Al-Mishkat]

O Profeta Muhammaddisse:

•As pessoas continuam prosperando, entretanto se apressam em fazer o Iftar”.[Transmitido por Al-Bukhari e Muslim]

O profeta Muhammad disse:

•Tome o Suhur (comida antes de começar o jejum), já que no Suhur está a benção”.[Transmitido por Al-Bukhari e Muslim]

A IMPORTANCIA E OS BENEFICIOS DO JEJUM (SIÂM)

•O jejum é uma fonte de autodomínio, piedade e consciência de Allah (awj). Ele foi prescrito por Allah para os profetas anteriores ao Profeta Mohammad. Nos versículos que tratam da obrigatoriedade do jejum do mês do Ramandan, Allah indicou suas características e objetivos:
﴾Oh fieis! O jejum esta prescrito para vós, assim como o foi para aqueles que vos antecederam, para que alcancei a taqwa(autodomínio, piedade e consciência de Allah)”﴿.(2:183)

•O Profeta Mohammad (swas):disse que o jejum é uma proteção contra o Inferno:

•O jejum é uma proteção contra i Inferno, igual aos escudos que são usados na luta.” [Sahih al-Jami, Transmitido por Ahmad, al-Nasai’ e outros]

•Alem do mais, ele também serve como um intercessor no Dia do Juízo Final. O Profeta disse:

•O jejum e o Alcorão serão os mediadores no Dia da Ressurreição. O jejum dirá,’Ó Senhor, eu fiz com que ele evitasse o alimento e a bebida durante o dia, portanto, deixe-me interceder por ele.’ O Alcorão dirá, ‘Eu guardei o seu sono durante a noite, portanto deixe-me interceder por ele.’ Então eles terão a permissão de interceder.” [Sahih al-Jami. Transmitido por Ahmad]

•O jejum é um ato que demonstra a sinceridade da pessoa para com Allah۞. Somente Allah۞pode saber quem realmente jejuou ou não. Ninguém pode saber se uma pessoa quebrou o jejum secretamente. Por isso, Allah۞ reservou uma recompensa especial para aqueles que praticam o jejum. O Hadice qudsi , a seguir, declara

•Disse Allah, “Ele deixa de lado a comida, a bebida e seus desejos humanos por Minha causa. O jejum é praticado em Meu nome e Eu o recompensarei por isto. E toda boa ação será recompensada dez vezes mais.” [Registrado por Al-Bukhari]

•Pela graça e misericórdia de Allah, se uma pessoa jejuar no mês do Ramadan com fé em Allah۞ e esperando por sua recompensa, Allah o perdoara de todos os pecados menores, cometidos anteriormente.
O Profeta disse:

“Aquele que jejua no mês de Ramadan com fé e esperando por sua recompensa, terão perdoado todos os seus pecados cometidos anteriormente.” [Registrado por Al-Bukhari e Muslim]

O Profeta disse em outra narração:

•Quem reza (At-tarawih) no Ramadan, com fé, e esperança na recompensa (de Allah), lhe serão perdoadas suas faltas anteriores”.[Transmitido por Al-Bukhari e Muslim]

•Para seu conhecimento – estimado irmão muçulmano – deves saber que Allah۞ Há prescrito o jejum, da qual forma parte dos atos de adoração, e proporciona a Seus servos muitos benefícios, entre eles:

• Com o jejum, o aparelho digestivo – todo o estomago – ganha um descanso merecido logo a um trabalho continuo ao longo de todo ano. Também se eliminam os acúmulos de matérias não necessários, fortalece o corpo além de ser uma receita para umas séries de enfermidades. Por outro lado, seria uma boa oportunidade para os fumantes que ensaiem sua força de vontade deles, vendo oportuno prolongar sua abstinência ao cigarro e assim desejar de fumar definitivamente.

•O jejum é uma disciplina pessoal, autodidata, para modelar o comportamento, acostumando-se a uma vida organizada, obediente, modesta, com paciência, fidelidade e coerência com suas idéias.

• Com o jejum o muçulmano se sente em igualdade com o resto de seus irmãos que se encontram jejuando e desjejuando durante o mesmo tempo. Sentem a unidade do mundo islâmico e a fraternidade ao experimentar a fome que afeta milhões de pessoas no mundo, com um largo tempo de abstinência.

•Ibn Al-Qayim observou alguns dos benefícios e aspectos importantes do jejum, quando escreveu,

•O objetivo do jejum é a libertação do espírito do homem das garras dos desejos e fazer prevalecer à moderação sobre o seu eu carnal e. assim. Perceber as metas de purificação e felicidade duradouras. O propósito é diminuir a intensidade do desejo e da concupiscência, por intermédio da fome e sede, levando o homem a perceber quantas pessoas existem no mundo que, como ele, vivem sem mesmo uma pequena porção de alimento, dificultando que Satanás o iluda, controlando seus órgãos de se voltar para coisas nas quais houve a perda de ambos os mundos. Jejuar, portanto, é o freio do temos a Allah, o escudo dos cruzados e a disciplina dos virtuosos.
TEUS DEVERES “WAJIBAT” DURANTE O MÊS DO RAMADAN

•O jejum é uma forma de adoração a Allah۞ que foi prescrita a humanidade. Para que teu jejum seja aceite e proveitoso, estimado irmão muçulmano, deveras cumprir com o seguinte:

•Observar corretamente o Salat , já que muitos jejuantes não cuidam deste pilar tão importante que é o Salat, sabendo incluso que este feito de não observar a oração pode levá-los a incredulidade;

•Que teu comportamento seja educado, mantendo as boas maneiras com os demais. Cuidando a língua para não pronunciar assuntos que possam causar prejuízo, como às vezes se pode ouvir insulto a religião, o que o conduz a incredulidade (Kufur);

•Se adverte, alem do mais, de evitar o comportamento nervoso com os demais, alegando estar jejuando, sendo que o verdadeiro jejum é precisamente o que leva a pessoa a ter sensibilidade especial acompanhado de um comportamento respeitoso, sem cometer falta com os demais”.

•Não pronunciar palavras obscenas –nem sequer fazendo piadas- que levariam anular a recompensa do jejum. De acordo com o hadiz do Mensageiro de Allah que disse:

•Quando encontrei jejuando, não deveis pronunciar obscenidades nem alvoroçar ; e se alguém te insulta o pretende lutar contigo, diga: Estou jejuando, estou jejuando... .” [Transmitido por Bukhari e Muslim]

•Aproveitar a etapa do jejum para deixar definitivamente de fumar. Como sabemos o cigarro é o culpado de alguns tipos de câncer e úlceras, alem do mais não só consome sua própria saúde, como também o dinheiro, que é o propósito confiado em nossa mãos e de que Allah۞ nos há de perguntar “Em que nós o gastamos o gastamos?”. È conveniente ao jejuador tentar deixar de fumar pela noite também, assim como foi deixado durante o dia;

•Não comer em excesso depois de horas de jejum; de outra forma seria anular os benefícios esperados do jejum, alem do mais, de recordar que o abuso nas comidas és prejudicial à saúde e as objetivo do mês do Ramadan;

•Não passar horas na noite –logo depois do jejum- frente a programas de televisão ou filmes. Lamentavelmente muitos responsáveis pela cadeia televisiva fazem programas especiais para noite do Ramadan, causando a perda do tempo e moral do espectador muçulmano, como se fora o Ramadan uma festa de desfile para –as e os- cantores, ou para series televisivas que carecem de qualquer relação com o mês do perdão, e falta de memória, bons morais e respeito a estas circunstancias;

•O mês do Ramadan é um mês de trabalho, então não abuses de estar desperto ate o amanhecer porque não poderás estar desperto para a comida do Suhur (antes de alvorada) e possivelmente tampouco despertaras para o Salat Fajr. Inclusive o dia seguinte não poderás cumprir ativamente com teu trabalho diário, caso de que não tenhas dormido as horas necessárias.
O Mensageiro de Allah disse:

•Oh Senhor! Abençoa ao meu povo a madrugar”. [Hadiz Sahih transmitido por Ahmad e Tirmidhi]

•Ramadan é o mês da fraternidade. Por conseguinte dê mais caridade nesta época de compaixão, especialmente aos parentes e necessitados, Também visite aos familiares pertos e distantes, e reconciliai com as pessoas com quem tivestes diferenças ou mal entendidos;

•Recita o Qur’ân com mais assiduidade durante o Ramadan e escuta sua recitação, prestando atenção especial ao seu significado, reflexionando o sentido de cada versículo, pondo em pratica suas ordens e obedecendo-os na vida diária. Também te mantenha em continua recordação de Allah۞; Glorificando-lhe, Louvando-o; Invocando-o e recordando de Sues nomes e atributos.

•Vá a mesquita para escutar os sermões e as lições que dão beneficio. Dedica os últimos dez dias do Ramadan para o retiro (Al-i’tikaf), dentro das mesquitas. Esta é uma pratica considerada Sunnah, exercida sempre pelo Profeta e logo pelos seus companheiros e seguidores.

•Ler livros informativos sobre o jejum para saber os requisitos, normas e deveres do jejuador. Desta forma, te darás conta que, por exemplo, ao beberes ou comeres quando distraído e sem notar que se encontra jejuando, não invalida o jejum. Assim como também, que o estado de impureza maior “Janaba” (pela noite), não impede o jejum diário, embora efetivamente deve purificar-se para observar as orações;

•Preservar o jejum do Ramadan e habituar a seus filhos que jejuem gradualmente, segundo suas possibilidades. Deves ter muito cuidado e precaução para manter-se jejuando cada dia do mês do Ramadan. Já que se deixas de jejuar um dia –sem justificativa- necessitas arrepender-se e solicitar que Allah۞ te absolva de semelhante pecado, além do mais tem que compensar o dia que deixaste de jejuar.

•Em caso que o homem mantenha relações sexuais com sua esposa no mês do Ramadan, deve reparar esta grande falta com uma das seguintes expiações, nesta ordem segundo as possibilidades da pessoa: a) Liberar um escravo ou uma escrava. Se não encontras a quem libertar então; b) Deve jejuar dois meses seguidos, se não puder então; c) Deve dar de comer -por dia- a sessenta necessitados.

•Se adverte a todo muçulmano. Que não deixe de cumprir o jejum no mês do Ramadan. Porém, se não jejua (por estar viajando), que não coma em publico, e em caso de que não observe o jejum sem ter motivo justificado (como enfermidade ou viajem), o comer em publico será muito pior, porque estaria também faltando com o respeito aos demais, incluso desafiando-os.
A falta de respeito, junto com a ruptura do jejum, demonstra um desinteresse e um desafio a Allah۞. Também, é um desapreço ao Islã e uma grande falta de comportamento da pessoa. A pessoa que não observa o jejum não merece compartir a celebração do fim do Ramadan, a qual celebram os muçulmanos com alegria de haver cumprido o jejum, mantendo esperanças em que Allah۞ o aceite, junto com os demais atos de adoração e esforços que faz todo o muçulmano neste mês do Ramadan.

NORMA REFERENTE AQUELE QUE NÃO JEJUA

•Se uma pessoa negar a obrigação do jejum, torna-se um infiel. A condição de obrigatoriedade do jejum é confirmada no Alcorão e em vários hadices do Profeta.

•Alem do mais, Al-Dhahabi escreveu no seu livro “Sabiq”,

•De acordo com fieis consagrados, aquele que deixa o jejum no mês do Ramadan, sem estar doente, é pior do que o fornicador ou o alcoólatra. De fato, eles duvidam que o seu Islã seja verdadeiro e até suspeitam que possa ser um “zandiqah” (renegado do Islã) e um daqueles que destroem o Islã.
O JEJUM VOLUNTÁRIO “AT-TATAWU”
O Mensageiro de Allah estimulava e convidava os muçulmanos para jejuar nos seguintes dias:

•Seis dias do mês de “Shawual", de acordo com o Hadiz do Profeta em que ele disse:“Quem jejue o Ramadan e o segue mais seis (dias) de Shawual será como tivesse jejuado toda a vida.” [Transmitido por Muslim e outros]

•Os Sábios Islâmicos dizem que toda boa obra tem sua recompensa multiplicada por dez vezes. No mês do Ramadan, portanto, seria igual a uma recompensa de dez meses (30 dias x 10 = 300 dias), e os seis dias jejuados voluntariamente -no mês de Shawual- se recompensam como se foram dois meses (6 dias x 10 = 60 dias), ao somarmos –com a recompensa do Ramadan- dará uns doze meses, quer dizer um ano por completo (300 dias do Ramadan + 60 dias de Shawual = 360 dias). E esta sistemática do jejum se repete um ano atrás do outro, então seria como a pessoa haver jejuado durante sua vida de forma continua.

•Jejuar nove dias do mês de “Dhul Hijjah”, e no dia de Arafat, para as pessoas que não se encontram realizando o Hajj (peregrinação)
O Mensageiro de Allah disse:

•Jejuar no dia de Arafat, é uma experiência de dois anos –o não anterior e o próximo. E jejuar no dia de Ashura’ (dez dias do mês de Muharram) é uma expiação ao ano anterior.” [Transmitido por Muslim]

•Durante o dia de Arafat (estando o Profeta cumprindo os rituais de peregrinação) foi enviado ao Mensageiro de Allah algo de leite, e bebeu dela, enquanto fazia seu discurso ante as pessoas em Arafat.” [Hadiz Transmitido por Muslim]

•Este Hadiz demonstra que o Profeta quando cumpria os rituais de peregrinação “não jejuava” no dia de Arafat (dia nove do mês de “Dhul Hijjah”).

•Jejuar no dia de “Ashura’”, junto com o dia antes ou depois deste dia, o Mensageiro de Allah disse:

•Hoje é o dia de Ashura’, e não é prescrito para vocês jejuar obrigatoriamente. Eu estou jejuando. Sem duvida, quem deseje pode jejuar e quem não queira, que não jejue.” [Transmito por Muslim]

Jejuar a maioria do mês de Sha’ban “:

O Mensageiro de Allah costumava jejuar a maioria de “Sha’ban.” [Transmitido por Al-Bukhari e Muslim]
O mês de Sha’ban é o anterior ao de Ramadan.

Jejuar as segundas e quintas, o Profeta disse:

•Os atos se expõem (perante Allah) as segundas e quintas. E eu quisera que –ao expor perante Ele- meus atos estivera eu jejuando.”[Hadiz autentico transmitido por Na-Nasai no livro Sahih Al-Yami]

Perguntaram ao enviado de Allah sobre o jejum de segunda, e disse:

•Neste dia nasci, e (foi segunda quando) começou a revelação.”[Transmitido por Muslim]

•Jejuar nos dias “resplandecentes”, como disse um dos companheiros do Profeta:
“O Mensageiro de Allah nos ordenou que jejuássemos os três dias brancos cada mês; os dias treze, quatorze e quinze.” [Transmitido por Na-Nasai e outros. Hadiz Sahih, ver As-Silsilah]

O QUE INVALIDA O JEJUM “AL-MUBTILAT”.

•Os assuntos que invalidam o jejum podem dividir-se em duas categorias:

•O que invalida o jejum e deve compensar (Qada’) seus dias logo finalizado o Ramadan.

•O que invalida o jejum e que alem da compensação, deve dar uma expiação (Kaffara).

•O que invalida o jejum e requer compensação (Quada) somente.

•Comer e beber intencionalmente;

•Vomitar intencionalmente, de acordo com o Hadiz do Mensageiro de Allah: “Quem vomitar intencionalmente, devera compensar (este dia, jejuando um dia depois de finalizado o Ramadan).” [Hadiz Sahih transmitido por Al-Hakim e outros]

•Os dias de menstruação ou do puerpério pós-parto, embora esta etapa chegue ao ultimo momento –antes do por do sol- durante o jejum, se começa à menstruação, então a mulher deve interromper o jejum.

•A masturbação, mesmo que seja somente um jogo de excitação do casal, ou seja de maneira individual, masturbando-se com a mão; isto leva a nulidade do jejum e deve ser compensado esse dia, jejuando como “Qada”, logo depois de finalizado o Ramadan.

•O que invalida o jejum e também de compensá-lo, deve dar uma expiação (Kaffara):

•Realiza-se quando o motivo é manter relações intimas conjugal durante as horas do jejum. A expiação esta de acordo unanimemente pelos sábios da jurisprudência.
A expiação por ordem preferencia consta em liberar a um escravo (ou uma escava), jejuar dois meses lunares de forma consecutiva sem deixar de jejuar nenhum dia, dar de comer a sessenta necessitados. Alguns sábios condicionaram a ordem preferencial, ao não se poder realizar à segunda possibilidade, devido à impossibilidade de realizar a primeira, e assim com a terceira, sabendo que tanto o homem como a mulher deve a mesma expiação, em caso de que fora desejo de ambos manter relações sexuais. Em caso de que a esposa não consente, os sábios consideram –só ela isenta da expiação, porem devem recuperar esse dia logo depois de finalizado o Ramadan.

O QUE NÃO INVALIDA O JEJUM

•Comer e beber involuntariamente, por descuido, por erro ou inclusive forçado por um terceiro, Nestes casos o jejuante não tem o porque de interromper seu jejum, nem tem que compensar este dia logo após o termino do Ramadan, já que o Mensageiro de Allah disse:

Quem se esquece, contudo se encontra jejuando; e come ou bebe; deve completar seu jejum (durante o resto do dia), porem foi Allah Lhe alimentou e deu-lhe de beber.” [Transmitido por Al-Bukhari e Muslim]

Também há outro hadiz do Profeta quando disse:

•Allah tem perdoado a minha nação, se cometem algum ato por erro ou por esquecimento ou se encontra sendo forçado contra sua vontade.” [Hadiz Sahih transmitido por At-Tabarani]

•O vomito involuntário, porque o Mensageiro de Allah disse:

•Quem é vencido pelo vomito, contudo se encontra jejuando; não tem que compensá-lo.”[Hadiz Sahih transmitido por Al-Hakim]
O RETIRO ESPIRITUAL “AL-I’TIKAF”

•Al-i’tikaf” desde o ponto de vista da jurisprudência, significa retiro, fechamento, permanecer na mesquita durante uns dias com a intenção de dedicar-se –por completo- a tender culto, obedecer e acercar-se de Allah۞.

•A totalidade dos sábios de “Fiqh” opinam que o “I’tikaf” é um assunto Machru’ (aprovado pela Sharia), porque:

O Profeta fazia I’tikaf durante os últimos dez dias do mês de Ramadan, ate que morreu. Logo suas esposas –depois de sua morte- costumavam fazer o I’tikaf (durante os últimos dez dias de cada Ramadan).” [Transmitido por Al-Bukhari e Muslim]

•Tipos de retiro: Se dividem em voluntário (Sunnah), e obrigatório (Wajib).
O I´tikaf Sunnah é quando a pessoa, voluntariamente, se oferece a realizá-lo, como no caso dos dez últimos dias do Ramadan, seguindo a Sunnah do Profeta.
Contudo que o I’tikaf obrigatório (Wajib) é quando uma pessoa faz uma promessa (Nadhr), comprometendo a si mesma a realizar o I’tikaf.

•O tempo do I’tikaf:

“O mensageiro de Allah quando queria fazer I’tikaf rezava o Salat Fajr e logo entrava em seu retiro.” [Hadiz transmitido por Al-Bukhari e Muslim]

•Condições de quem realiza o retiro (Um’takif): que seja muçulmano, consciente, que se encontre em estado de purificação maior, qualquer uma da Janaba para ambos os sexos, ou da menstruação ou da etapa pós-parto (Nifas) pra a mulher.

•Elementos básicos do I’tikaf: Permanecer na mesquita com a intenção de se aproximar de Allah, mediante dos atos de adoração.

•É licito (permitido) para quem realiza o I’tikaf fazer as seguintes coisas durante o tempo em que se encontre dentro da mesquita:

•Sair, por curto tempo, se precisa despedir de seus familiares que tenham vindo lhe trazer um objeto ou comida;

•Pentear, cortar o cabelo, cortar e limpar as unhas, lavar o corpo, perfumar-se e vestir-se com as melhores roupas que possua.

•Sair por motivos justificados; como por exemplo: fazer suas necessidades fisiológicas (defecar e urinar), assim como comer e beber se não tem quem os traga.

•Quem realiza I’tikaf pode comer, beber e dormir na mesquita sempre a cuidando e mantendo-a limpa.

O comportamento correto durante o I’tikaf:

Disse Aisha:

(O comportamento) Da Sunnah de quem realiza o I’tikaf (Al-Mu’takif) é não visitar o inferno; nem acompanhar a procissão do funeral ate o enterro; nem tocar ou empreender relações (com sua esposa); nem tampouco sair (da mesquita), a menos que seja por algo imprescindível. Não se faz o I’tikaf sem estar jejuando, e somente se faz o I’tikaf em uma mesquita principal (onde se realiza o” Salat Jummah “)”.[Hadiz Sahih, transmitido por Abu Daud e Al-Baihaqi]


O que invalida o I’tikaf:

•Sair intencionalmente da mesquita, sem existir um motivo justificado;

•Perder a consciências seja devido a uma enfermidade ou a uma crise mental;

•O começo da menstruação ou a etapa de Nifas (começo do parto) para as mulheres.

Que Allah nos abençoe a todos.


Mesquita de Guarulhos

Sermão da Sexta-feira, 21 de Cha’ban, 1429 – 22/08/2008

Proferido pelo Cheikh Khaled Rezk Taky Eldin

Tradução e adaptação: Prof. Samir El Hayek

Significado de Algumas Expressões islâmicas

.shari’ah (Lei Islâmica)
.Salalahu waleihi wa salam” (Que a Paz e a misericórdia de Allah estejam com ele).
.Aza wa ajal” (louvado e exaltado seja).
.Radia allahu anhuma: (Que Allah Se compraza com ela)
.Radia allahu anhu: (Que Allah Se compraza com ele)